Produtor, você já deve está cansada de ouvir a gente falar do lado daqui sobre a importância de conhecer o público para entender a melhor estratégia para atingi-lo e conquistá-lo. Hoje vamos falar de uma dessas técnicas, vamos falar de cold e-mail!


#1 O QUE É?

Trata-se de uma alternativa para dar início a uma abordagem comercial por e-mail, sem qualquer interação anterior com o destinatário. O termo cold mail em si pode ser considerado novo já que veio à tona recentemente por meio do Aaron Ross, autor do livro que aborda a metodologia da Receita Previsível. Apesar da nomenclatura ser nova, na prática a metodologia já existe a algum tempo, porém praticada de forma equivocada. Esse email de apresentação pode ser ajustado para funcionar em larga escala, o que faz com que ele seja um diferencial em relação a conseguir oportunidades de vendas.


#2 PORQUÊ USAR?

Quando pensamos em vendas direcionadas e não aleatórias, uma das primeiras coisas que vem à cabeça é puxar o telefone e fazer uma ligação porque ela dá a ideia de garantir um contato mais direto, mas isso também pode se mostrar ser um tiro no próprio pé. A ligação não garante que a pessoa do outro lado da linha esteja disponível para falar com você ou que até mesmo seja um momento propício para venda, problemas que são descartados no cold mail. 


#3 COMO USAR?

Sabemos que seu objetivo final é a venda, mas não é assim que o cold mail funciona. Primeiro ele apresenta, conquista, faz despertar o interesse para então fazer com que a pessoa queira comprar. Por isso, o primeiro princípio é focar na pessoa, é entender o que pode chamar a atenção dela e colocar logo no assunto do email. É fazer uma apresentação caprichada para que a pessoa que esteja te conhecendo goste de você e do que você representa, mas preste atenção ao tamanho, menos é mais! Saiba o que falar para prender a atenção dele, traga uma dor que a sua solução (no caso, evento) pode ajudar a sanar e liste a forma como você agrega valor. Só não termine deixando a pessoa sem saber o que fazer, deixe claro a próxima ação que você espera que ele faça.


Dito isto, não saia mandando cold e-mail a torto e à direita, a qualidade da sua lista de contatos é fundamental para o sucesso da estratégia. Entenda que você vai construir uma relação diretamente com cada uma das pessoas da lista, que vocês vão trocar e-mails e até mesmo fazer uma ligação em um segundo momento. Aqui, o que vale é qualidade e não a quantidade. 


Para encerrar, não tenha medo de testar modelos até descobrir o que melhor se adequa ao seu público, sabemos que vender ingresso não é uma tarefa fácil e que esse método pode passar a impressão de ser mais trabalhoso, mas você pode se surpreender com os resultados de vender ingressos in company!