Você já percebeu como certos desejos, encantos, certas vontades despertam e atiçam os nossos 5 sentidos físicos? E como, a partir daí, voltamos toda a nossa atenção para o objeto do nosso desejo? Pois bem, um desses sentidos é a visão. É através dela que criamos empatia com o que se apresenta diante de nós, a partir do belo e do sedutor. O ato da conquista começa com os olhos. E isso não diz respeitoapenas ao universo do romance, como também a absolutamente tudo na vida, incluindo aí a produção de eventos e sua identidade visual. Mas espera aí, você ainda não entendeu muito sobre todo esse papo? Calma, iremos te explicar com mais detalhes. 

A identidade visual nada mais é do que um conjunto de elementos que representa/passa uma mensagem imagética sobre uma ideia, marca,instituição, evento ou serviço. É preciso escolher cores, imagens, tipografias e layouts de acordo com o que você deseja estimular e informar a quem irá consumir o seu produto. 

Dentro desse amplo campo da identidade visual, há o que chamamos de designer e de design. O primeiro se refere ao profissional, ao projetista que irá elaborar estratégias e caminhos(aliados à criatividade artística)da sua identidade visual, e o segundo termo é a própria criação, o desenho industrial, o objeto elaborado pelo designer.

E o que isso tem a ver com um evento? Bom, a elaboração de um material visual poderá exercer muita influência e impacto no público que você deseja alcançar. Logo, ele integra suas estratégias de produção. Pensar e construir esse ponto específico fará toda a diferença, pode ter certeza. 

Trabalhar com design para eventos pode ser extremamente lucrativo visto que há uma rotatividade de projetos enorme. Porém, entretanto, todavia... O lado ruim é que há uma rotatividade de projetos enorme! Por exemplo: Os festejos juninos que ocorrem anualmente. Imagina produzira identidade visual de um monte de festas de São João, entra ano e sai ano?  Chega um momento em que a criatividade dá uma baixa, não é mesmo? É justamente para isso que serve o profissional da área. Ele entende melhor os caminhos para lidar com esse tipo de desafio. 

Portanto, o designer tem que ser uma pessoa que consiga avaliar a situação de maneira ampla. O indicado é que ele saiba lidar com o cliente (no caso, oprodutor), compreenda as particularidades e as expectativas do projeto em questão e, por fim, mas não menos importante, alie isso tudo ao seu conhecimento de mercado.  Ah, já estávamos nos esquecendo: Ao se elaborar um evento, é preciso ter uma equipe que atue em diferentes áreas da produção, incluindo aí os fornecedores, parceiros, iluminador, o pessoal do marketing e divulgação, o designer e por aí vai. É importante que todos se comuniquem entre si e tenham uma boa convivência, porque isso é uma variável que pode influenciar no resultado final. 

Toda estrutura é montada para se alcançar seu principal cliente: o público. Não adianta agradar ao gosto pessoal do produtor e sua equipe, e não conseguir atingir o principal consumidor do evento. Mapear quem é esse público é FUNDAMENTAL. Deve-se entender suas carências, desejos, gostos e sentimentos, pois essa compreensão auxilia e muito no trabalho da equipe como um todo. 

Agora que você já entendeu a importância de um designer na sua produção e do design para seu evento, não falta mais nada, não é mesmo? Bola pra frente e boa sorte!!!


#designer #design #identidadevisual #eventos #produtor #equipe #safeticket #blogdasafe