Independentemente do tipo de evento que esteja trabalhando (do bingo ao festival), marketing é fundamental para alavancar suas vendas e ajudar o seu evento a ser um sucesso completo. É preciso despertar, estimular e manter o interesse do público até que o último tão disputado ingresso encontre seu dono. A era digital revolucionou não só a forma como organizamos, mas também como precisamos promovemos eventos. Tanto o número de canais e veículos, quanto o alcance vem aumentado substancialmente e hoje, vamos te dar uns toques sobre como surfar nessa onda!


SEGMENTE 

Do público ao canal. Você precisa estabelecer qual a parcela da população você abrange e qual a melhor forma de atingi-la. Vejamos aqui algumas perguntinhas que pode te ajudar a segmentar seu público:

  • Qual o gênero dominante? 
  • A faixa etária? 
  • Renda?
  • Qual a escolaridade?
  • Interesses e hábitos de costume?
  • Locais que comparecem frequentemente?
  • São muito conectados à internet?
  • Qual a rede social que eles mais utilizam?
  • Quais as gírias e a forma mais usual deles falarem?

Você não precisa publicar e cadastrar seu evento em todas as redes sociais existentes, aliás, isso é extremamente contraprodutivo: muito trabalho e pouco resultado. Por isso essas perguntas acima servem de direcionamento para você mapear seu público e descobrir qual o melhor lugar para encontrá-los - as vezes até os canais offline podem ser a melhor opção, dependendo do público.  Mas isso não quer dizer que você tem que ficar restrito aos lugares que mapeou, caso apareça uma novidade que julgue interessante, não tenha medo de experimentar! Faça um teste por um período determinado de tempo e depois analise os resultados, vai que você encontrou uma forma muito mais eficiente? Não pode deixar passar, não é?

USE E ABUSE DAS MÍDIAS

O público em geral é mais receptivo à fotos e vídeos, independente do que você tenha intenção de transmitir. É a hora de ser criativo, de usar o que tem de mais novo no mercado e no mundo para chama atenção das pessoas e impulsionar seu evento. Essa dica é bem legal porque ela é bem abrangente. Não importa se seu público alvo está superconectado no mundo digital ou se é mais fácil ele te encontrar nas páginas de um jornal, as mídias com certeza vai chamar atenção do cara!

TIME É TUDO

Entenda como seu público pensa e quando é a melhor forma de fazer as coisas. Muitas vezes, a pessoa precisa de um tempo para entender e amadurecer a ideia, então lançar as propagandas do evento na véspera não vai trazer os resultados almejados. Isso inclui começar as vendas com o máximo de antecedência possível e colocar o time todo para trabalhar!

ESTIMULE

A conversa com seu público não tem que ser curta e grossa: "COMPRE, COMPAREÇA!". Cada vez mais a experiência tem exigido seu valor, estimule seu cliente! Comece com lotes promocionais, bônus, brindes e faça com que ele se sinta animado para chamar os amigos e família. No dia do evento, pense em como ele vai se sentir durante todo o tempo. Quanto mais engajado o público tiver, mais participantes terão e mais assíduos eles serão para as possíveis próximas edições.

PEÇA AJUDA 

Ok, você não precisa ser bom em tudo, mas precisa ter uma ideia geral do que precisa ser feito. Se você não se sente capacitado o suficiente ou não tem o tempo necessário para fazer um marketing sensacional, peça ajuda: contrate um especialista, faça uma consultoria, terceirize as atividades para sua equipe. Uma andorinha só não faz verão, muito menos um evento.

Nunca subestime o poder que o marketing tem sobre o seu evento desde o momento em que precisamos fazer as pessoas cientes dele até o velho boca a boca depois do acontecimento. Com essas cinco dicas, vai ficar muito mais difícil você errar a mão na sua divulgação. Queremos ver seu evento bombando hein, depois conta para gente quais foram sua maior dificuldade com marketing para eventos, quem sabe o próximo texto do blog não te ajuda com essa dúvida!