Quando o papo é sobre assuntos burocráticos, todo mundo vem com a mesma ladainha: “é complicado”, “nada funciona”, “burocracia é a fonte do estresse” e etc, etc, etc. O que ninguém parece se atentar, no entanto, é sobre como ela pode se tornar uma grande aliada se pensada estrategicamente. Para você, produtor, que mexe com eventos, a dica é: organize e deixe tudo nos conformes que ela, a burocracia, irá se tornar sua melhor amiga! Ao planejar um evento, existem alguns itens e variáveis que devemos estar atentos em relação à sua legalidade. Um deles é o alvará.


O alvará é um documento obrigatório que representa a autorização do governo para realizar um evento em determinado lugar. Existem algumas classificações direcionadas que se encaixam e variam entre eventos de pequeno, médio e grande porte. Isso vai de acordo com algumas regras, dentre elas a de capacidade de número de público. Normalmente um evento de pequeno porte conta com até 25 mil pessoas, já o de médio, varia entre 25 e 100 mil pessoas. O evento de grande porte, por fim, ultrapassa a faixa dos 100 mil. 


Como você já sabe que o alvará é indispensável para a execução de qualquer evento, iremos agora te ajudar com algumas dicas para que você agilize logo o seu. 


#1 COMECE DO COMEÇO


O mais importante nesse processo, é ter em mente de que ele precisa ser iniciado com muita antecedência! O tempo médio para dar entrada varia de 40 a 15 dias antes do evento, dependendo também do seu formato. Entretanto, esse prazo pode sofrer alterações de um estado para outro.


#2 DEIXE TUDO PRONTO


Como qualquer processo burocrático, há alguns documentos que devem ser apresentados, tais como: laudo técnico de segurança, termo de responsabilidade devidamente preenchido, cópia de comunicação ao Corpo de Bombeiros da região e à Polícia, além do contrato de locação, caso seja um local privado. Só não se esqueça de verificar a documentação exigida para o solicitante do alvará: os produtores do evento. Nesse caso, as exigências costumam ser cópias de documentos como RG, CPF, comprovante de residência, dentre outros.


#3 CHEGUE AO FINALMENTE


É possível pedir o alvará na prefeitura da região. Ali ele será solicitado e expedido pelo próprio órgão. A solicitação varia de acordo com a prefeitura, por isso, verifique os pré-requisitos de cada cidade, se é necessário preencher alguma ficha de requerimento, se os trâmites da liberação do alvará dependem de algum decreto municipal e por aí vai. Contudo, não se preocupe, você pode solicitar o pedido do alvará de maneira gratuita. 


Ah, mais uma coisa: nem pense em não ter um alvará de funcionamento, é um tiro no próprio pé! A falta do alvará pode resultar no cancelamento do seu evento, aumentodos custos por causa das possíveis multas e até prejuízo na sua reputação para com o público. Ele é obrigatório por lei, e garante, acima de tudo, a segurança dos participantes do evento porque comprova que há o aval da segurança pública da região. 


Com esses três passos, você praticamente já está batendo na porta da prefeitura e garantindo o sucesso e a segurança do seu evento. Não custa nada e só te faz ganhar!


#alvara #producao #festas #burocracia #listagem #planejamento #safeticket #blog #produtor